Grupo de Meditação Crisã

Encontre um
Grupo de Meditação

Para Ler

Para ver

Fundadores

John Main OSB

Laurence Freeman OSB

Seja um oblato da WCCM

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS
Reflexão da Quaresma
Quarta-Feira da Primeira Semana Da Quaresma
Por Laurence Freeman OSB

Ontem analisamos a sabedoria do deserto cristão e a sua relevância para nós na nossa confusão de valores e propósitos do tempo presente. John Main – e posteriormente a comunidade que ele inspirou – baseou-se nessa sabedoria e a representa em sua simplicidade experiencial essencial. ‘A experiência é a professora’, diz-nos esta transmissão de sabedoria. Qualquer pessoa que ajude nesta transmissão não distraia aqueles a quem ensina com demasiada informação autobiográfica e veja-se como pontes ou vozes que transportam uma palavra. Quando vemos a infusão de sabedoria no nosso mundo desta forma, livre de personalidade, mas proveniente da autoridade pessoal além do ego, vislumbramos a sua universalidade.

O ego é apenas o ponto sobre o “i” e quando ele é removido o verdadeiro eu é revelado. No cerne da transmissão genuína e altruísta da sabedoria existe uma junção onde todos os transmissores de sabedoria se encontram na fonte. Experimentar esta unidade liberta a energia sempre renovada da esperança. Sem esperança renovada não podemos acreditar ou trabalhar desinteressadamente por uma nova evolução da humanidade. E onde mais podemos ver tão claramente o que nos une como nesta experiência de unidade na nossa origem comum, na nossa base de ser? Então, vamos fazer o que pudermos para aprofundar essa experiência em nós mesmos e na nossa comunidade imediata, permitindo que ela se espalhe como o alvorecer de uma nova humanidade contemplativa. 

(CONTINUA NOS COMENTÁRIOS)

..........
Acompanhe as reflexões diárias no site https://www.wccm.org.br/quaresma-2024/

#Quaresma2024 #reflexaododia #meditaçãocristã #laurencefreeman #wccm
Reflexão da Quaresma
Terça-Feira da primeira semana da Quaresma
Por Laurence Freeman OSB

Muitas vezes deixamos de fazer o que pensamos ou dizemos que queremos porque nos convencemos de que fracassaremos. ‘Nem vale a pena tentar’. Às vezes, justificamos isso culpando as pessoas ou as circunstâncias que tornam isso impossível. ‘Se eu pudesse ter a vida fácil de um monge ou viver num centro de meditação, meditaria o dia todo. Se eu fosse formado em aconselhamento, poderia passar tempo com pessoas que precisam de atenção. Se eu não fosse um monge numa comunidade, teria tempo para muitas boas obras.”

Todos nós fazemos isso. Mas não os padres e madres do deserto do século IV. Eles vinham de todos os níveis da sociedade e de diferentes culturas. Em comum, simplesmente partilhavam uma fome insaciável de Deus, que talvez tenham tentado suprimir, e uma consciência das suas próprias limitações, que fizeram que abandonassem tudo para fazer de Deus o centro de suas vidas. Eles tinham, portanto, um ar de extremismo que fez com que muitos os colocassem em um pedestal indesejado. Há histórias de monges que se aprofundavam ainda mais na solidão do deserto para evitar os turistas que vinham tirar selfies com eles. Alguns monges tinham uma reputação exagerada de radicalismo ascético – sobrevivendo à base de pão dormido e água – que os fazia parecer tão diferentes dos mortais comuns que chegavam mesmo a ser um pouco loucos.

Nas coleções de ditos e histórias coletadas por seguidores genuínos, e não por caçadores de celebridades místicas, podemos ver como eles realmente eram: na verdade, quão extremamente moderados eles eram e quão humanamente acessíveis em seu distanciamento. Algumas histórias instrutivas zombam do monge que saboreia sua reputação de renúncia à própria vontade e se torna um exibicionista espiritual. Contam histórias de ascetas genuínos que, sem alarde, quebram o jejum habitual para jantar com visitantes que vêm de longe para vê-los.

(CONTINUA NOS COMENTÁRIOS)
.........
Acompanhe as reflexões diárias no site https://www.wccm.org.br/quaresma-2024/

#quaresma2024 #reflexãododia #meditaçãocristã #laurencefreeman #WCCM
Reflexão da Quaresma
Segunda-feira da primeira semana da Quaresma
Por Laurence Freeman OSB

Uma das melhores maneiras de mudar a perspectiva com que olhamos a vida e a realidade é conversando de maneira inteligente com uma criança. Ou melhor, tratando a criança como um ser inteligente e ouvindo-a. As perguntas que uma criança faz, as percepções que ela transmite ingenuamente podem nos fazer pensar e podem nos humilhar.

A partir do seu primeiro vislumbre de consciência, o ser humano foi condicionado não apenas a sobreviver e a se reproduzir, mas também a questionar, a buscar significado e a desejar sua realização. Às vezes penso como tudo seria mais fácil se não tivéssemos esse condicionamento porque o questionar, o buscar e o desejar também trazem descontentamento e sofrimento. Não é de surpreender o fato de existir nos dias de hoje uma indústria, chamada de turismo e de entretenimento, que nos permite abandonar este fardo humano e fantasiar que podemos ser felizes apenas consumindo o que desejamos. Nada parece mais maravilhoso do que ser fisgado por uma série da Netflix ou até, mais tristemente, por formas piores de adicção e negação.

Certa vez, um jovem visitante me contou que estava se divertindo em uma viagem hedonística pelas praias da Tailândia, com uma nova namorada e outros amigos. Deitado na areia dourada, ele pensou consigo mesmo: “Isto é vida” e de repente, como se o chão tivesse sido subitamente arrancado de debaixo dele se deu conta que aquilo não era suficiente, não era o que ele realmente queria. O questionamento, o sentido e o desejo retornaram.

Não estou dizendo que a vida não pode ser agradável ou que devemos sempre ser sérios. Longe disso, pois também sou hedonista. Mas seja o que for que estejamos fazendo, trabalhando duro, relaxando ou buscando e desejando algo, nós, sendo humanos, precisamos estar abertos à vastidão pela qual viajamos e da qual fazemos parte. Não podemos nos esconder daquilo que está oculto à vista da mente humana.

(CONTINUA NOS COMENTÁRIOS)

..........
Acompanhe as reflexões diárias no site https://www.wccm.org.br/quaresma-2024/

#quaresma2024 #reflexaododia #meditaçãocristã #laurencefreeman #wccm
Reflexão da Quaresma
Primeiro Domingo Da Quaresma
Por Laurence Freeman OSB

Logo após, o Espírito o impeliu para o deserto. Ali esteve quarenta dias, sendo tentado por Satanás. Estava com os animais selvagens, e os anjos o serviam. Depois que João foi preso, Jesus foi para a Galileia, proclamando as boas-novas de Deus. “O tempo é chegado”, dizia ele. “O Reino de Deus está próximo. Arrependam-se e creiam nas boas-novas!” Mude de ideia e tenha fé na nova visão que você é capaz de ver. (Mc 1,12-15)

Eu amo a contenção deste trecho do evangelho. Mas tomei a liberdade de mudar a tradução da última frase porque associamos ‘repent’ ao remorso e ao arrependimento, que alimentam a culpa. Jesus dificilmente está resumindo sua mensagem com isso. ‘Metanoia’ é a palavra grega original, que significa ‘mudar sua mente’. Como o mestre e Senhor que ele é, em vez de condenar ou colocar diante de nós os nossos pecados, ele muda as nossas perspectivas. Como sua missão acabou arruinando de forma radical a maneira como a religião, política e dinheiro trabalhavam juntos, Jesus acabou no Gólgota, o depósito de lixo de Jerusalém. Era o local onde os romanos realizavam as execuções e depois jogavam seus corpos ali.

Uma referência para mim em uma trajeto que costume dirigir com certa frequência é a placa “Aterro à frente”. Acabei descobrindo o que são aterros, como funcionam e por que, por causa dos gases que emitem, são tão desagradáveis e ruins para as mudanças climáticas. Os sacos plásticos enterrados sob camadas de solo levam até 300 anos para se decompor e, quando o fazem, produzem minúsculas partículas que poluem o solo e a água e entram na cadeia alimentar. O desperdício leva muito tempo, bem como muito espaço. Não há nada de bom a dizer sobre eles, exceto que são lugares convenientes para limpar nosso pecado de desperdício e excesso sob um tapete de terra.

(CONTINUA NOS COMENTÁRIOS)

..........
Acompanhe as reflexões diárias no site https://www.wccm.org.br/quaresma-2024/

#quaresma2024 #reflexãodehoje #wccm #laurencefreeman
*Comunidade Mundial de Meditação Cristã - Núcleo Campina Grande PB*

É HOJE! 

*Encontro de Meditação Cristã*

Tema: “Há uma esperança de futuro. Preste atenção no caminho.” (Jr 31, 17.21)

*Vamos Meditar juntos e juntas?!*

“A maior intensidade de trabalho exige um profundo recolhimento interior e uma atitude de oração permanente.” 
(Introdução do livro Meditação Cristã)

🗓 17 de fevereiro de 2024.
Encontros mensais sempre ao terceiro sábado. 
 
🕕 15 horas às 16h30min

🏚 Mosteiro das Clarrisas 
Rua: Cap. João Alves de Lira, 136 - Prata, Campina Grande-PB

Contato: @robertojjefferson 

#wccm #meditaçãocristã #campinagrande
Reflexão da Quaresma
Sábado Depois Da Quarta-Feira De Cinzas
Por Laurence Freeman OSB

Um dos grandes poetas ingleses e um dos meus favoritos é o brilhante, visionário e humanamente muito falho, Samuel Taylor Coleridge. Seus críticos duros dizem que ele “desperdiçou sua genialidade”. No entanto, ele permanece luminosamente amável e admirável por seus dons. Ele sofria de vício em láudano, uma forma de uso de ópio, que era inadequadamente compreendida na época. Teve efeitos ao longo da vida de doenças na infância, e pode ter sido bipolar antes que essa condição fosse reconhecida. Ele tinha uma força de atração notável combinando profundo e caloroso sentimento humano, uma grande mente e gênio literário. Seus amigos foram leais e amorosos através de seus momentos de fama e seus períodos de colapso. Um deles, o crítico Charles Lamb, disse que “[em] sua essência intocada ele é muito ruim: mas ele maravilhosamente melhora no dia seguinte e no rosto quando repete seus versos tem sua antiga glória – um arcanjo um pouco danificado”. Lamb condenou as pessoas que se referiam a ele como “pobre Coleridge”. Ele era um grande – ainda que danificado – arcanjo.

Coleridge escreveu alguns dos mais memoráveis e belos poemas da língua: o psicodélico Kubla Khan, The Ancient Mariner e o inesquecível Frost at Midnight para seu filho recém-nascido adormecido. Ele também foi um dos maiores críticos da literatura inglesa, embora, como em outros aspectos de sua vida malsucedida, incapaz de se conformar com os padrões de sucesso e respeitabilidade de seu tempo. Ele é a fonte da ideia literária da “suspensão voluntária da descrença” que nos permite entrar em grandes mundos ficcionais enquanto “sabemos” que eles são irreais. Outro grande insight – e por que estou descrevendo Coleridge assim para uma leitura quaresmal – surgiu tanto de sua compreensão de como a literatura e a mente funcionam, mas também de sua profunda e mística fé cristã. Ele chamou de “suspensão da nossa capacidade de comparação”.

CONTINUA NOS COMENTÁRIOS

..........
Acompanhei as reflexões diárias no site wccm.org.br/quaresma-2024/

#WCCM #meditaçãocristã #quaresma2024 #reflexãodehoje #laurencefreeman

Reflexão da Quaresma Quarta-Feira da Primeira Semana Da Quaresma Por Laurence Freeman OSB Ontem analisamos a sabedoria do deserto cristão e a sua relevância para nós na nossa confusão de valores e propósitos do tempo presente. John Main – e posteriormente a comunidade que ele inspirou – baseou-se nessa sabedoria e a representa em sua simplicidade experiencial essencial. ‘A experiência é a professora’, diz-nos esta transmissão de sabedoria. Qualquer pessoa que ajude nesta transmissão não distraia aqueles a quem ensina com demasiada informação autobiográfica e veja-se como pontes ou vozes que transportam uma palavra. Quando vemos a infusão de sabedoria no nosso mundo desta forma, livre de personalidade, mas proveniente da autoridade pessoal além do ego, vislumbramos a sua universalidade. O ego é apenas o ponto sobre o “i” e quando ele é removido o verdadeiro eu é revelado. No cerne da transmissão genuína e altruísta da sabedoria existe uma junção onde todos os transmissores de sabedoria se encontram na fonte. Experimentar esta unidade liberta a energia sempre renovada da esperança. Sem esperança renovada não podemos acreditar ou trabalhar desinteressadamente por uma nova evolução da humanidade. E onde mais podemos ver tão claramente o que nos une como nesta experiência de unidade na nossa origem comum, na nossa base de ser? Então, vamos fazer o que pudermos para aprofundar essa experiência em nós mesmos e na nossa comunidade imediata, permitindo que ela se espalhe como o alvorecer de uma nova humanidade contemplativa. Pequenas luzes se unem para iluminar tudo, o alvorecer de uma nova era. Não será fácil. Haverá aqueles que não poderão ser vistos explicitamente como “professores espirituais”, que até darão as suas vidas por este trabalho: os seis anos de confinamento solitário de Mandela e os vinte e um anos subsequentes de prisão, ou a morte de Alexei Navalny num campo de trabalhos forçados russo na semana passada”. Mas como não há paz sem justiça, todas as formas de verdade são amigas e trabalham juntas Cada meditação, cada jornada única de cada meditante, cada narrador da verdade ajuda a reduzir e a curar o sofrimento colateral que teremos de suportar e a reconstrução que está por vir. Ramana Maharshi é um dos grandes professores da era moderna, que já faleceu há muito tempo, mas ainda está ativamente presente. Sinto-me ligado a ele através dos ensinamentos de John Main que foi orientado por ele. O estado contínuo de estar desperto de Ramana foi difundido principalmente pelo silêncio, mas também em sua resposta às perguntas. Ao afirmar o trabalho de realização obstinada e persistente do Ser para o qual todos somos chamados, ele libera a esperança que a consciência concede a todo buscador. Ele usaria a imagem familiar de um rolo de corda para descrever o processo. Vista como uma forma borrada na penumbra, é confundida com uma cobra e provoca medo, paralisia ou violência. À luz do amanhecer, ele é visto como realmente é, e o medo se dissolve. Na escuridão total, não é visto de forma alguma. Esta escuridão, como o caos antes da criação, é a ignorância original ou o pecado original que todos carregamos. Em plena luz a corda é apenas uma corda. Tudo é o que é realmente, e a alegria explode. .......... Acompanhe as reflexões diárias no site https://www.wccm.org.br/quaresma-2024/ #quaresma2024 #reflexaododia #meditaçãocristã #laurencefreeman #WCCM